Otorrino: o que é, o que trata e quando procurar o médico do nariz, garganta e ouvidos

Está com problemas nos ouvidos, nariz ou garganta? Então, talvez seja bom procurar um otorrinolaringologista. Esse nome extenso é dado aos médicos capacitados em otorrino, como também costuma ser chamada a especialidade.

De um modo geral, esse profissional cuida da cabeça e do pescoço como um todo, avaliando funções como a respiração, audição, deglutição, voz e saúde das cordas vocais dos pacientes. O médico otorrino também pode cuidar de doenças relacionadas ao equilíbrio, como labirintite, ao sono, como apnéia do sono, e de alergias.

Quer saber mais sobre o que é otorrino, para que serve otorrino e o que otorrino faz? Continue a leitura!

Qual a função do otorrino
Entenda para que serve otorrino e quais as razões de se consultar com esse profissional | Foto: Freepik

Qual a função do otorrino?

Como já vimos, um otorrinolaringologista é um médico que trata doenças relacionadas ao ouvido, nariz, garganta e estruturas relacionadas, como cabeça e pescoço. O termo é uma aglutinação das palavras gregas oto (ouvido), rino (nariz) e laringo (garganta). Portanto, é um campo com múltiplas subespecialidades que podem ter características clínicas e cirúrgicas, incluindo operações simples (como retirada das amígdalas) e operações mais complexas (como tumores na base do crânio). A princípio, as atribuições de um otorrinolaringologista podem parecer amplas e um tanto vagas, especialmente para pacientes que não possuem muito tempo para se consultar sobre certos sintomas.

Como o otorrino trabalha?

Segundo dados de 2018, da Associação Médica Brasileira (AMB), existem cerca de 6.400 médicos otorrinolaringologistas no país. A especialização em otorrinolaringologista permite trabalhar tanto em consultórios quanto em hospitais públicos, privados e clínicas especializadas.

Para se tornar um especialista em otorrinolaringologia, o primeiro pré-requisito é, obviamente, um diploma de médico. Portanto, os profissionais que desejam se especializar em otorrino podem optar por fazer a residência médica nesta área ou um curso de especialização.

O campo da otorrinolaringologia é bastante diversificado. O tempo de especialização depende muito da área em que o profissional irá atuar. Alguns otorrinos podem precisar de cursos adicionais e mais tempo de estudo. Esse afunilamento das especializações tem cultivado profissionais mais aplicados e que prestam serviços personalizados, com foco em áreas específicas da especialidade.

Quais as doenças que o otorrino trata?

A avaliação do otorrino é de grande importância para o diagnóstico e tratamento correto das doenças. O tratamento indicado por esse médico pode ser diferente a depender do caso do paciente, que pode ser clínico ou cirúrgico.

Há algumas doenças principais que podem ser diagnosticadas pelo otorrino, como rinites e sinusites, alterações nas cordas vocais, distúrbios de deglutição, paralisia facial, desvio no septo, surdez, otites, perfuração no tímpano, labirintite, amigdalite, faringite, adenoides e amígdalas aumentadas, distúrbios do sono, polipose nasal, entre outras.

O médico otorrino pode tratar tanto de complicações mais rotineiras, a exemplo de pequenos incômodos nas vias respiratórias e auditivas, como pode se especializar em áreas como imunoterapia; cirurgias plásticas faciais ou reconstrutiva na região da face, do pescoço e das orelhas; tratamento oncológico relacionados a remoção de tumores na cabeça, pescoço, nariz e garganta; laringologia; otologia e neurotologia; rinologia, e em pediatria focada na otorrinolaringologia.

 Quando procurar este profissional?

Para saber quando procurar o otorrinolaringologista, é preciso estar atento a alguns dos sinais e sintomas que o organismo costuma apresentar. Eles geralmente aparecem de forma sutil e podem se tornar mais graves ou frequentes com o tempo.

Ronco, rouquidão, dores de ouvido ou garganta, tontura, sangramento nasal ou no ouvido, zumbido, tontura, secreção no ouvido, dificuldade auditiva/surdez, dor na face, dor de cabeça, obstrução nasal, visão embaçada ou escurecida, alergia das vias respiratórias, tosse e pigarros são exemplos de alguns sinais de alerta de que você precisa ser avaliado por um otorrinolaringologista.

O ideal é procurar ajuda assim que os sintomas aparecerem, em vez de esperar por complicações para consultar um otorrinolaringologista. Isso porque as doenças que acometem essa região da cabeça e pescoço podem ser tratadas de forma adequada por meio do diagnóstico precoce, aumentando assim as chances de cura ou controle.

Porém, quando os sintomas são mais graves, como um caso de nariz quebrado ou de sangramentos nas vias da face, configura-se a necessidade de urgência médica especializada. Essas são situações mais comuns no atendimento a crianças.

Como é uma consulta com otorrinolaringologista?

Ficou curioso para saber como funciona uma consulta com esse profissional? O médico pode começar perguntando suas razões de estar ali. Depois, ele pode perguntar quando você começou a sentir os sintomas e se já tentou algum tratamento, se tem alguma outra reclamação relacionada ao problema relatado.

Pode ser importante para o médico conhecer mais sobre o seu estilo de vida. Dessa forma, o médico pode pedir ao paciente para falar mais sobre o seu dia a dia, sobre o seu trabalho e outras atividades. Pode ser do interesse do otorrino, por exemplo, saber se o paciente tem o hábito de fazer exercícios, fumar ou limpar os ouvidos com cotonetes. Ele também pode perguntar se você tem asma ou alguma alergia, ou se fez alguma cirurgia na cabeça ou no pescoço.

Em seguida, o paciente pode passar por alguns exames físicos, a depender das queixas relatadas. Com a ajuda de alguns instrumentos, o médico pode querer inspecionar o nariz, a garganta e as orelhas para verificar se há secreções ou outros sinais de doenças. Esse momento pode ser um pouco desconfortável, mas nenhum dos exames causam dores no paciente.

Por fim, podem ser solicitados alguns exames, como audiometria, impedanciometria,  eletrococleografia, endoscopia nasal, nasofibroscopia, videolaringoscopia, videodeglutograma, entre outros.

Agora que você já sabe tudo o que o otorrino faz, experimente tirar o máximo de dúvidas possíveis com esse profissional. Você pode aproveitar o momento da consulta para perguntar como limpar os ouvidos corretamente, sobre a prevenção de um determinado problema e se há necessidade de fazer alguma alteração no seu estilo de vida (alimentar, comportamental e etc), por exemplo.

Clube de benefícios CADEG

Precisa de uma consulta com otorrino? Faça parte do Clube de Benefícios do Centro Médico CADEG para ter acesso aos melhores profissionais dessa e de outras especialidades. Assinar o plano de benefícios é fácil, rápido e o usuário tem acesso a serviços de alta qualidade, com uma mensalidade que cabe no seu bolso, livre de anuidade e carência. O plano de benefício ainda oferece descontos de 20% a 70% em consultas, exames de imagem, exames laboratoriais e serviços de estética do Centro Médico CADEG.

Gostou do conteúdo? Compartilhe!

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp

Deixe um comentário

Saiba mais sobre como cuidar de você e da sua família

Utilizamos cookies para oferecer a melhor experiência para você. Ao utilizar este site, você concorda com o uso destes cookies.