Micose ou dermatite atópica? Aprenda a diferenciar

Micose ou dematite atópica: aprenda a diferenciar
Coceira intensa é um dos principais sintomas da dermatite atópica I Foto: Freepik

Como tratar a micose e a dermatite?

Principalmente no verão, quando o corpo transpira mais e tomamos mais banho, deixando a pele mais úmida, é muito comum que surja aquela “coceirinha” na pele, nos deixando em dúvida sobre o que pode ser. Já ocorreu com você?

Bem, o que acontece é que a coceira é um sintoma para diversos problemas, além de ser um sinal de alerta de que algo pode estar acontecendo com o nosso organismo. Existem diversas causas possíveis, mas duas delas que costumam confundir é a dermatite atópica e a micose.

Afinal, como saber se a coceira é micose ou dermatite átopica?

Veja abaixo o que é a dermatite atópica e a micose, os principais sintomas de cada problema, o tratamento mais recomendado para as duas doenças e como diferenciá-las.

Tenha uma ótima leitura!

Micose: o que é?

A micose é uma infecção fúngica que pode ocorrer em diversos locais do corpo, nas unhas ou no couro cabeludo. Micose é um termo bastante amplo, já que se refere a qualquer doença de pele causada por fungos.

É mais comum que apareça no verão, quando o clima é mais favorável à proliferação de fungos e existem diversos tipos que tendem a preferir os locais mais quentes, úmidos e abafados do corpo para se proliferar.

Micose ou dermatite atópica: fatores facilitadores da micose

Existem alguns fatores que podem levar algumas pessoas a terem uma maior propensão em desenvolver micoses.

Hábitos pessoais

O primeiro fator está relacionado aos hábitos pessoais. Pessoas que costumam usar roupas muito justas – principalmente de tecidos sintéticos que não possibilitam que a pele respire –  criam um ambiente ideal para os fungos.

Imunidade

O segundo fator está relacionado à imunidade. Pessoas com imunidade comprometida possuem maior propensão em receber ataques dos fungos.

Por isso, se você quiser evitar que sua pele seja afetada pela micose, é preciso, além de cuidar da imunidade, manter as partes do corpo sempre secas, arejadas e saudáveis. Manter a pele hidratada e livre de rachaduras é importante para resistir e oferecer menos portas de entrada para os fungos atacarem seu organismo.

Micose: tipos

Como dissemos, existem vários tipos de micose.

Tínea

Uma delas é a tinea, micose que pode aparecer em qualquer parte do corpo por conta do contato com a pele de alguém infectado ou por causa do contato com algum item pessoal dessa pessoa, como toalha de banho, roupas ou sapatos. Ela tem o formato de placas arredondadas escamosas, vermelhas e que causam muita coceira. Geralmente esse tipo de micose é tratada com pomadas antifúngicas ou medicação via oral.

Intertriginosa

Outro tipo é a tinea intertriginosa, que surge nas dobras do corpo, locais naturalmente abafados e úmidos, como a virilha, as nádegas e a área embaixo dos seios. Também são vermelhas e causam coceira. Esse tipo de micose também é tratada da mesma forma, com cremes e pomadas ou medicação via oral.

Tinea capitis

A tinea capitis é uma micose que aparece no couro cabeludo ou em outras áreas do corpo que possuem cabelos. Essa micose causa coceira, vermelhidão e quando as pessoas demoram a tratar pode causar queda de fios. É tratada com xampus e comprimidos antifúngicos.

Candidíase

A candidíase é uma micose bem específica que ocorre na região vaginal, na boca (sapinho) e nas dobras do corpo. Quando ocorre na vagina, é acompanhada de corrimento; enquanto que na boca a micose se manifesta a partir de manchas brancas no seu interior e rachaduras do lado de fora, nos lábios. O tratamento é realizado com pomadas e cremes antifúngicos específicos para esse fungo.

Frieiras

Já a frieira é uma micose que se prolifera nos dedos do pé. Geralmente pessoas que costumam usar sapatos fechados por muito tempo podem desenvolver esse tipo de micose. As frieiras deixam a área afetada sensível, com coceira, fissuras e ardência. Podem ser tratadas com antifúngicos tópicos líquidos ou medicamentos via oral.

Dermatite atópica: o que é?

A dermatite atópica, por outro lado, é uma alergia não contagiosa. De acordo com a Sociedade Brasileira de Dermatologia (SBD), cerca de 7% da população adulta e 25% das crianças do Brasil são acometidas pela dermatite atópica. Esse problema é caracterizado pela falta de barreira de proteção na pele, o que leva a perda de água, de modo que a pele das pessoas atingidas por essa doença fica mais ressecada e com lesões avermelhadas.

Outra característica da dermatite é que ela acompanha o indivíduo por toda a vida. São vários os fatores que podem acarretar em uma crise, tais como o contato com materiais ásperos, poeira, detergentes, produtos de limpeza, roupas de lã ou de tecido sintético, temperaturas extremas ou mudanças de tempo muito bruscas, infecções, alimentação e estresse!

Sintomas

A dermatite atópica é caracterizada pelo ressecamento da pele, podendo surgir erupções e crostas. Geralmente o paciente sente muita coceira o que leva a irritação da pele aumentar. Quanto mais irritada e ressecada a pele, mais coceira o paciente vai sentir, além de correr o risco de desenvolver algum tipo de infecção, o que pode agravar o quadro.

Prevenção

Algumas pequenas atitudes podem ajudar a evitar crises alérgicas, como tomar banho com água morna e sem usar escovas ou buchas na pele; usar mais roupas leves e de algodão e fugir de lugares com temperaturas extremamente baixas ou altas.

A hidratação também é um elemento muito importante. Além do uso de cremes hidratantes, é recomendado que a pessoa tome, pelo menos, dois litros de água por dia. 

Os cuidados básicos são importantes para evitar crises, mas às vezes é preciso controlar a doença com medicamentos. Geralmente são receitados remédios anti-histamínicos e corticosteróides, em casos mais graves, para diminuir a coceira.

Micose ou dermatite atópica: como diferenciar?

Bom, como saber se é micose ou dermatite atópica? A diferença mais importante entre as duas doenças é que a micose é uma doença causada por um fungo, enquanto que a dermatite atópica é uma alergia.

A dermatite é uma condição geneticamente determinada, que altera a função de barreira da pele. Por conta disso, ocorre maior perda de água nesses indivíduos, o que leva à falta de proteção da pele e daí a dermatite pode dar seus primeiros sinais.

A micose, por outro lado, é uma infecção fúngica que pode acontecer em várias regiões da pele. São mais comuns no verão, quando há uma maior propensão para a proliferação de fungos.

Geralmente a dermatite atópica é mais comum nas regiões de dobras, como cotovelo e joelho, e é caracterizada pela intensidade da coceira e ressecamento. A micose, por outro lado, é uma lesão arredondada, que cresce de dentro para fora. Além disso, elas podem ser brancas, na extensão da pele, ou mais escamosas e com formação de bolhas nos pés.

Outro ponto importante é que a micose pode ser transmitida para outras pessoas, enquanto que a dermatite atópica não.

Centro Médico CADEG

O Centro Médico Cadeg oferece exames e consultas para mais de 30 especialidades no Rio de Janeiro, com preços populares e acessíveis.

Além disso, o paciente pode ganhar descontos exclusivos, de 20% a 70% nas consultas, exames de imagem, exames laboratoriais e serviços de estética, ao assinar nosso Clube de Benefícios.

O Clube de Benefícios do Centro Médico CADEG é livre de anuidade e carência e possui os melhores valores na mensalidade.

Entre em contato, agora mesmo, e saiba mais!

Gostou do conteúdo? Compartilhe!

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp

Deixe um comentário

Saiba mais sobre como cuidar de você e da sua família

Utilizamos cookies para oferecer a melhor experiência para você. Ao utilizar este site, você concorda com o uso destes cookies.