Exames de rotina: entenda a importância

Com certeza, seu médico já pediu para você fazer um check-up alguma vez. Esse procedimento nada mais é que um conjunto de exames de rotina que devemos fazer periodicamente para saber se a nossa saúde está em dia. Ao fazer os exames laboratoriais de rotina, você descobre como está sua saúde e consegue diagnosticar com antecedência o aparecimento de doenças. Por isso, quanto mais rápido você fizer o check-up, mais fácil de descobrir e curá-las! Assim, é indicado que os exames laboratoriais sejam realizados, pelo menos, uma vez ao ano para prevenção.

Exames de rotina: entenda a importância
Fazer um check-up anualmente é uma forma de prevenção de possíveis doenças | Foto: Pxhere

Exames de rotina laboratoriais: quais são?

Os exames laboratoriais são conhecidos principalmente pelos exames de sangue. No entanto, além deles, o check-up médico pode incluir técnicas de diagnóstico por imagem e avaliação física. Veja a lista de exames laboratoriais mais pedidos e quais doenças eles podem prevenir:

1. Hemograma

É o exame de sangue completo, solicitado para a avaliação da quantidade, do volume e da atividade dos três tipos de células:

  • Hemácias: para diagnóstico de anemias;
  • Leucócitos: para diagnóstico de infecções, alergias e alguns tipos de câncer;
  • Plaquetas: para diagnóstico de problemas de coagulação sanguínea.

2. Glicemia

O exame de glicemia é feito para medir o nível de glicose no sangue. Por meio dele é possível diagnosticar diabetes e fazer a prevenção. No entanto, para que não ocorra um resultado falso-negativo, é fundamental que o paciente esteja em jejum na hora da coleta de sangue. Os resultados indicam:

  • Glicemia normal: quando ela está abaixo de 100 mg/dl;
  • Pré-diabetes: quando a taxa está entre 100 e 125 mg/dl;
  • Diabetes: quando o nível está acima de 126 mg/dl.

3. Colesterol e triglicerídeos

O exame de colesterol mede o nível de gordura no sangue e detecta o risco de bloqueio nas artérias, revelando doenças cardiovasculares ou, até mesmo, a prevenção de um AVC. O exame mede os níveis de HDL, LDL e VLDL, com valores que variam conforme o risco pessoal de cada paciente, além do colesterol total, que é a soma de todos os tipos de colesterol e deve ser abaixo de 190 mg/dl para um resultado desejável.

A quantificação dos triglicerídeos deve ser solicitada separadamente, pois essas gorduras não são dosadas junto aos demais exames laboratoriais de colesterol. Seu valor normal é abaixo de 150 mg/dl.

 4. Creatina e ureia

São exames que avaliam a função dos rins. Níveis elevados de ureia e creatina indicam problemas na capacidade de filtragem. A dosagem dessas substâncias no sangue permite saber se há alguma alteração, antes de aparecer os sintomas. Esse é o caso da insuficiência renal, uma doença que apresenta sintomas em graus avançados. Por isso, a importância da prevenção por meio do exame.

5. Transaminases (ALT e AST) ou TGP e TGO

São exames de sangue realizados para avaliar as enzimas do fígado, em que valores elevados indicam lesão das células hepáticas. Outro fator a considerar é quando apenas o TGO está alto, o que pode indicar uma lesão cardíaca, isso porque ele também está presente nas células do músculo do coração, levando ao infarto.

As principais doenças que elevam as transaminases e a TGP e a TGO são: cirrose; hepatites virais e autoimunes; esteato-hepatite; lesão do fígado devido às bebidas alcoólicas, drogas e medicamentos; câncer de fígado; doença de Wilson e hemocromatose.

6. TSH e T4 livre

O TSH e o T4 são hormônios relacionados ao funcionamento da tireoide, de modo que suas dosagens permitem o diagnóstico de doenças como hipotireoidismo e hipertireoidismo. Esse é um dos exemplos de exames hormonais femininos de rotina e é indicado para mulheres que estão perto da menopausa, momento em que é mais comum ter alguma doença relacionada ao distúrbio de tireoide.

7.  PSA

Elevações nos níveis de PSA (antígeno prostático específico) no sangue podem indicar a instalação de um câncer de próstata e outras alterações nessa glândula. O exame deve ser realizado, como prevenção, para homens com fator de risco para câncer a partir dos 45 anos.

8. Sorologias

Os exames de sorologia devem ser feitos regularmente e auxiliam na descoberta de doenças como hepatites B e C, HIV, toxoplasmose, mononucleose e citomegalovírus (herpes).

9. Proteína C reativa (PCR)

Nesses exames de rotina, há como saber se o fígado está produzindo a Proteína C reativa que só aparece quando há infecções, diferenciando as virais das bacterianas. Níveis muito altos ou baixos indicam doenças autoimunes, como artrite reumatoide (PCR alta) ou lúpus (PCR baixa).

 10. Ácido úrico

Níveis alterados de ácido úrico no sangue podem indicar: hipertensão arterial, doenças cardiovasculares ou cálculo renal.

11. Exame de urina

O exame de urina avalia fatores como cor, densidade e pH, e a dosagem de elementos como glicose, proteínas, hemácias e leucócitos e a presença de bactérias. As alterações nesses exames podem indicar distúrbios no funcionamento dos rins e infecções urinárias. Esse exame costuma ser pedido principalmente no check-up médico das mulheres como prevenção, já que elas são mais vulneráveis a esse tipo de infecção.

12. Exame de fezes

A análise das fezes é formada por uma série de testes feitos em uma amostra para ajudar a diagnosticar certas condições que afetam o trato digestivo. Essas condições podem incluir infecções (como parasitas, vírus ou bactérias), baixa absorção de nutrientes ou até mesmo câncer. Por isso, a importância da prevenção.

13. Papanicolau (para mulheres)

O exame preventivo verifica alterações no colo do útero ou infecções. É feito após o início da vida sexual e previne o câncer do colo de útero.

14. Exame de toque retal (para os homens)

Conhecido como exame de próstata, ele investiga a presença de inchaços, nódulos e outros sinais de câncer. Esse exame tem as mesmas recomendações de frequência e idade que o exame de PSA e busca a prevenção do câncer de próstata.

Exames de rotina complementares

Os exames de rotina complementares são exames médicos – laboratorial, de imagem, endoscópio ou clínico – utilizados para confirmação de hipóteses diagnósticas. Por isso, devem ser pedidos pelo médico da especialidade. Assim, os exames complementares de diagnóstico devem ser solicitados após o médico ter examinado o paciente e ter formulado as primeiras hipóteses diagnósticas.

Como o próprio nome diz, os exames são complementares e fazem parte do processo normal de investigação das doenças. Eles irão fornecer informação para a realização do diagnóstico. Isto é, auxiliam a tomada de decisão médica.

Confira alguns exames de rotina que são considerados exames complementares:

1. Mamografia

A mamografia é um exame de rotina que permite visualizar os tecidos que constituem a mama. O exame é de extrema importância para as mulheres, pois é a principal técnica de diagnóstico e prevenção para o câncer de mama. O check-up deve ser feito anualmente em mulheres acima dos 40 anos.

2. Exames laboratoriais

Os exames laboratoriais, como o hemograma completo, o exame de fezes e o exame de urina também são considerados exames complementares para prevenção de doenças, além dos exames de rotina.

3. Ecocardiograma

Esses exames de rotina permitem o estudo do funcionamento do coração por meio de uma ultrassonografia. O médico avalia sintomas como falta de ar, taquicardia e dor no tórax, além de monitorar se os tratamentos já instaurados para doenças como arritmias e isquemias estão em pleno funcionamento.

4. Eletrocardiograma

Geralmente solicitado a partir dos 40 anos, o eletrocardiograma é requisitado para avaliar o funcionamento do coração em repouso por meio de eletrodos. Ele permite descobrir doenças como alterações indicativas de bloqueio arterial, falhas nas válvulas, arritmia, taquicardia e outros problemas.

5. Teste ergométrico

O “teste de esteira” avalia a função cardíaca em movimento. Esses exames de rotina são solicitados no check-up de pessoas com risco aumentado para infarto e para quem vai iniciar uma atividade física e precisa de aval médico como prevenção para maiores transtornos.

Exames de rotina para prevenção de doenças no CADEG

Agora que você já sabe todos os exames de rotina necessários para a prevenção de diversas doenças, como os exames de sangue de rotina e os exames hormonais femininos de rotina, é hora de fazer seu check-up geral na clínica popular Benfica. O CADEG é uma clínica popular Rio de Janeiro localizada em Benfica que foi criada pensando no seu bem-estar.

Vale lembrar que muitos desses exames são caros para quem não tem um convênio médico. Por isso, o centro médico CADEG oferece exames complementares a preço popular. Com uma clínica assim, fica ainda mais fácil cuidar da sua saúde!

O centro médico CADEG é localizado dentro do CADEG-RJ e oferece consultas e exames de rotina para mais de 30 especialidades com preços populares. E, o melhor de tudo, com o clube dos benefícios você pode ter de 30% até 70% de desconto em consultas e exames. 

Gostou do conteúdo? Compartilhe!

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp

Deixe um comentário

Saiba mais sobre como cuidar de você e da sua família

Utilizamos cookies para oferecer a melhor experiência para você. Ao utilizar este site, você concorda com o uso destes cookies.